Foto ilustração

Por José Carlos Araújo

Se não fosse o fato de que durante a chamada da reportagem a apresentadora Fátima Bernardes, Jornal Nacional – REDE GLOBO apresentasse antes números negativos sobre o estado de Mato Grosso, seria de fundamental importância a mesma exibida nacionalmente.

Pois bem, muito se comentou durante o fim de semana no norte do estado sobre a referida notícia que encheu os olhos dos matogrossenses de orgulho. Mas algo coisa estava errado mesmo errado! Até porque, só se fala bem se tiver dinheiro no negócio, e olha que eles cobram caro em suas produções.

Os detalhes da referida chamada foi à seguinte: Mato Grosso vive basicamente do agronegócio, com (3) milhões de habitantes, e, possui ao mesmo tempo um dos piores saneamentos do país, com 90% da população sem esgoto e 26% sem água tratada. E olha que eu sempre alertei a sociedade quanto a tudo que aconteceu nessa segunda-feira (13), mas perguntam-me se alguém deu ouvidos!

E lógico a mesma Fátima Bernardes, lembrou também que nós temos 10% da população de analfabetos.

Não poderia passar em branco o fato de que o jornalista Ernesto Páglia, ao passar por Alta Floresta, também ao norte de Mato Grosso, destacou com bastante ênfase a fumaça que cobria naquele momento o aeroporto local.

Sabe de uma coisa, a sensação de que tudo isso só vai piorar situação por aqui me assusta. Pois na mesma reportagem um momento preocupou-me, é que notícia deixou claro e evidente o crescimento econômico do município principalmente na pecuária, além da existência de laticínios e frigoríficos.

Quem não se lembra do ex-Ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, que tentou varrer do território nacional nossa pecuária brasileira.

Então, “se em terra de cego quem tem um olho é rei”, não custa nada percebermos que, “ao transportamos um punhado de terra todos os dias, podemos construir uma montanha”.

Crianças, muito cuidado quando um desconhecido a oferecer balas, os valores vêm depois!