Por José Carlos Araújo

“Estou cada vez mais convencido de que nunca na história desse país” se viu uma imprensa tão omissa e despreparada como a do Mato Grosso.

Por aqui tudo é controlado pelos mais poderosos, e muitas vezes o que se vê são jornalistas pautados por eles mesmos (os coronéis).

Mais se parece com aquela Ditadura Militar entre (1964 – 1985) que restringiu o direito a cidadania, e além do mais, do próprio exercício da profissão.

Mas de quem é a culpa? Dos donos das empresas de comunicação? Dos próprios jornalistas? Da maneira como são conduzidos os casos que envolvem os mais poderosos daqui? Porque manda apenas quem tem dinheiro? A qualidade de ensino recebida por tais profissionais não é o suficiente para concentrar nossas regras e deveres como manda a Lei da Imprensa instituída e reconhecida?

Enfim, nessa atual conjuntura como os “chefões” dizem por aqui não se pode fazer mais nada.

Nós profissionais corremos um grande risco de perdermos nosso emprego, mesmo em nosso direito e dever de informar, de sermos punidos em nosso próprio local de trabalho – “engasgados” pela prepotência dessa instabilidade institucional criada quem sabe, pela própria imprensa de Mato Grosso.