Por José Carlos Araújo

Enquanto a segurança de Mato Grosso esta mal das pernas, deputados aprovam Lei que aposenta policiais com tempo de serviço de apenas (20) anos de trabalhos prestados. Assim será após a Lei complementar (401), aprovada por deputados estadual em Cuiabá, e, já sancionada pelo governo do estado.

Imagina como será o corre-corre a partir de agora, levando em conta que maior parte dos municípios não tem se quer policiamento adequado para manter a segurança da sociedade de maneira legal e como manda a legislação.

A mesma idéia dos populares deputados de Mato Grosso prevê que as policias pode esvaziar seus efetivos (Polícia Militar e Polícia Civil) em cerca de 60% em todo o estado. Algo em torno de (3) mil policiais.

A Lei foi tão bem explicada que não deixou um detalhe passar em branco, como por exemplo, que se leva em conta outros dez anos de serviços prestados em outra profissão.

No estado a Lei diz que policial pode ter sim outra profissão, mas apenas na área da educação.

E antes que eu me esqueça, esses mesmos deputados andam acompanhados de brutamontes, seguranças particulares, para manterem sua própria segurança.