Por José Carlos Araújo

Uma pesquisa desenvolvida pela USP_SP em 2004, e publicada pelo Ministério da Fazenda em (04) de setembro do mesmo ano, revelou que a internet foi uma das mais importantes ferramentas para os eleitores naquele ano.

Segundo a mesma pesquisa, os entrevistados na cidade de São Paulo tiveram que responder quem dos veículos eram os mais adequados com suas informações para aqueles que tivessem dúvidas em tomar decisões na hora do voto, TV, Jornal, Internet e outras mídias.

A mesma análise revelou que em primeiro com (39%) da preferência ganharam os telejornais, em segundo a TV com os programas eleitorais – também com (39%), e, em terceiro lugar uma grande surpresa a Internet com (32%). Fonte: www.sepro.gov.br/noticias-antigas/2004-20040924_08.

De fato naquele os grandes jornais informaram que a internet significou 8% dos votos, ou seja, cândidos se aproveitaram da ferramenta para pedir seus votos.

Agora porcentagem pode ultrapassar os mais de 30% segundo o TSE. Tudo se resume que, a internet é sem sombra de dúvidas, uma das ferramentas mais importantes e meios, e quem sabe fundamental no uso como palanque eleitoral.

O que se leva em conta são os números esses números. Este exemplo revela uma grande vantagem para os políticos, e não consigo ver desvantagem para nos eleitores (público), até porque nos possibilita diversas vantagens e uma deles é conhecer exatamente em quem iremos votar.