Foto extraída do site do Globo Esportes

Por José Carlos Araújo

Sem dúvida alguma essa foi uma das partidas mais esperadas até agora do Grupo-G da Copa da África entre Brasil e Portugal. O zero a zero frustrou os portugueses, mas deixou a seleção do seu país em segundo na classificação com 5 pontos.

O duelo encerrou a primeira fase deixando o Brasil em primeiro do grupo com 7 pontos.

Quem pensa que foi fácil se enganou, pois, nem o Brasil nem Galvão narrador oficial da Rede Globo nos agradou.

A primeira vez que ouvi a narração de Galvão Bueno foi aos 11 anos quando o “antipático e chato” narrador esportivo acompanhou a final do brasileirão de 1982 entre Flamengo 1 x Grêmio 0.

Daí pra frente – perdi a noção e o acompanhei em vários jogos oficiais e amistosos, incluindo as Copas de 86, 90, 94, 98, 2002, 2006 e agora a dá África do Sul.

Galvão escalou, tirou jogadores, criticou a torcida, escalou técnicos, magoou colegas de profissão e puxou muito saco de jogadores que muitas vezes nem merecia estar na nossa seleção.

Galvão foi surpreendido no início dessa Copa pelo Twitter com o “cala a boca Galvão”. Quem teve a idéia foi curto e grosso, e que sacada de mestre. Milhares de pessoas aderiram a campanha recordista de acessos pela Internet.

Isso não calou a voz do esporte brasileiro – tanto que mesmo sem termos Kaká no jogo contra Portugal depois de ser expulso contra a Costa do Marfin, o fenômeno das gafes e da rejeição continuou a falar do jogador.

Não sei se foi à idade, pois, conheço idosos com seus 70 anos com uma simpatia de dar inveja em qualquer Galvão.

Atualmente ele continua a escolher os melhores jogadores, discordar das opiniões de seus colegas comentaristas, continua a escalar e achar que esta com a razão.

Se a celebre frase “cala a boca Galvão” não deu um basta no narrador mais “perfeito” do Brasil, também não vou deixar de dar minha simples opinião a desfavor do mais indesejado narrador da Rede Globo com a frase “vê se, se manca Galvão e para depois dessa Copa!”.

Ainda sobre a Copa da África, o Brasil encara nas oitavas de final na segunda-feira (28) o Chile as 14h30 de Brasília, e Portugal e Alemanha faz o outro importante jogo das oitavas.

(Atualizada logo depois do jogo Chile 1 x 2 Alemanha válido pela primeira fase da competição)