Latest Entries »

Fonte: UOL
Roberto Bolaños, o “Chaves”, começou a andar de cadeira de rodas, segundo informações de sua filha, Marcela Gómez Fernández.

Foto: ilustração

Marcela, que é presidente da Fundação Chespirito, informou que o pai foi submetido a duas cirurgias por problemas de próstata, uma em novembro de 2009 e outra neste ano. De acordo com Marcela, Bolaños perdeu mobilidade e equilíbrio por conta de fraqueza na região das costas.

A filha do astro ainda revelou que a recuperação pode variar entre semanas, meses e até anos, mas que o pai está se esforçando e que segue trabalhando normalmente.

Por José Carlos Araújo

Precipitada ou não a decisão que havia derrubado o Enem 2010, agora tem uma nova versão. Para muitos milhares de estudantes a decisão foi à saída quem sabe para outros, (os prejudicados), com tolerância zero.

O fato é que agora se espera uma nova versão dessa “novela” brasileira, que só pode chegar a um final por meio aqueles mais interessados, como o próprio Ministério da Educação, que com essa nova versão do caso não vai precisar gastar mais nada. O desgaste foi mera coincidência, pelo fato de que esse mesmo problema já aconteceu durante versões anteriores do mesmo provão. Pois bem, só que nunca aprenderam como se faz isso com qualidade.

Enquanto isso 3 milhões de estudantes ficam a deriva, na dúvida, de quem sabe, tudo possa se reverter novamente nas próximas horas.

Arte extraída da internet

Leia abaixo a reportagem do site www.uol.com.br na integra:

A liminar que suspendia o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010 foi derrubada pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 5ª Região nesta sexta-feira (12). A decisão foi tomada pelo desembargador Luiz Alberto Gurgel de Faria, presidente do TRF da 5ª Região, sediado na capital pernambucana. A informação é do JC Online. O ministro da Educação, Fernando Haddad, viajou a Recife e se reúne com o desembargador agora pela manhã.

Segundo nota do TRF, o presidente do TRF da 5ª Região “ressaltou que a suspensão de um certame envolvendo mais de 3 milhões de estudantes traria transtornos de monta aos organizadores e [aos] candidatos de todo o Brasil e que a alteração do cronograma do Enem repercutiria na realização dos vestibulares promovidos pelas instituições de ensino superior”.

Ainda segundo o mesmo comunicado, o desembargador destacou ainda a “possibilidade de um elevadíssimo prejuízo ao erário” para a contratação dos serviços para a impressão e aplicação de um novo exame a todos os inscritos. Para o desembargador, “a decisão do Juízo Federal cearense, louvada em eventual irregularidade nas provas de menos de 0,05% dos candidatos, equivalente a 2.000 estudantes, finda por prejudicar todos os demais (cerca de 3.000.000), afrontando o princípio da proporcionalidade”.

Segundo Haddad, demoraria “de dois a três meses” para que fosse organizada uma nova edição do Enem. A declaração foi dada ao Bom Dia Brasil e foi ao ar na manhã desta sexta (12).

O MEC (Ministério da Educação) pretende realizar a nova prova do Enem nos dias 4 e 5 de dezembro, para os alunos que receberam a prova com erro de impressão e não conseguiram trocá-la de imediato.

Entenda a batalha judicial

Estudantes identificaram problemas nos cadernos de provas e nos gabaritos do Enem, que foi aplicado nos dias 6 e 7 de novembro. Nos cadernos amarelos, havia questões repetidas e faltantes. Já nas folhas de resposta, os cabeçalhos dos testes de ciências da natureza e ciências humanas vieram trocados.

Depois disso, a Justiça suspendeu o Enem 2010. No dia 8 de novembro, a juíza Karla de Almeida Miranda Maia, da 7ª Vara Federal do Ceará, acatou argumento do MPF (Ministério Público Federal) e determinou a imediata suspensão do Enem 2010 em todo o Brasil. A Justiça entendeu que o erro de impressão das provas levou prejuízo aos candidatos.

Os réus questionaram a amplitude da decisão, ao que a juíza esclareceu que todo o processo deveria ficar suspenso. Isso incluía a divulgação do gabarito no final da terça-feira e a abertura de sistema de reclamação sobre o preenchimento dos gabaritos, previsto para a quarta (10).

Mesmo com essa decisão, o procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, pediu a anulação do Enem. “A prova tem que ser nula, independentemente de qualquer coisa”, afirmou o procurador, que defende uma apuração criteriosa das responsabilidades pelas falhas.

A DPU (Defensoria Pública da União) do Ceará se juntou ao MPF (Ministério Público Federal) do Estado no pedido de anulação do Enem.

No dia 11 de novembro a AGU protocolou o recurso contra a suspensão do Enem.

Foto: RDnews

Por José Carlos Araújo

A pergunta é, como não ganhar uma eleição para governador em Mato Grosso? Pasmem os senhores, eleitores e eleitoras, diante de tanta grana coitado dos investidores em grandes paraísos fiscais, como as ilhas Cayman. O “home” - como dizem lá no interior, não tinha era nada!

Por aqui é assim, vence o melhor, ou melhor, que tem mais. Prova disso foi a declaração feita ontem (02/11), pelo reeleito governador por Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB), e notícia públicada pelo site www.sonoticias.com.br nesta quarta (03).

Surpreendente mesmo foi a diferença de arrecadação dos candidatos e partidos.

A reportagem trás os seguintes números e informações, “A capanha do governo do estado este ano ficou um custo de R$ 27 milhões para os quatro candidatos que disputaram.

O prazo final para entrega das declarações de coações de gstos acabou ontem (02). O govrnador reeleito Silval Barbosa (PMDB) declarou que foram doados para sua campanha  R$ 21. 278.254,54.

O candido do (PSB) Mauro Mendes, vem logo em seguida com R$ 3.078.754,14. Já Wilson Santos (PSDB) afirma ter conseguido R$ 2. 742.475,78. Marcos Magno (PSOL) declarou arrecadação de R$ 25,3 mil”.

E ai, vai encarar?

Dauto Barbosa Passare – professor de direito civil

“Se coubesse a mim decidir se precisamos de um governo sem imprensa ou de uma imprensa sem governo, eu não hesitaria em escolher a segunda situação”. Essa declaração do presidente norte americano Thomas Jefferson foi escolhida pelo professor de Direito Civil Dauto Barbosa Passare para iniciar sua palestra “A Imprensa e o Dano Moral”, nesta  quinta-feira (28 de outubro), na sede da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso. 

O advogado procurou dimensionar a importância da imprensa para o Estado Democrático de Direito e também tecer rápidos comentários sobre a atual polêmica a respeito da criação dos Conselhos Estaduais de Comunicação Social, considerados um disfarce para o governo controlar a mídia.

Apresentado à plateia pelo presidente da OAB, Cláudio Stábile Ribeiro, Dauto Passare falou por cerca de duas horas, abordando vários aspectos da atuação da imprensa em relação a sociedade – direito  da personalidade, características dos direitos da personalidade, classificação dos direitos da personalidade, do direito à imagem (imagem-retrato/imagem-atributo/imagem-voz), algumas limitações do direito à imagem, ofensas à intimidade, direitos da imprensa, liberdade de pensamento expressão – dever de informar.

Essa relação da imprensa com a sociedade muitas vezes deságua em conflitos, pois o veículo de comunicação social, principalmente os sites, não têm tempo de apurar fatos e acabam divulgando notícias que podem causar danos morais irreparáveis às pessoas. 

De acordo com o palestrante, são muitos os casos em que as pessoas têm os seus direitos à privacidade violados e não reagem por desconhecê-los. Mas há muitas situações também nas quais as pessoas acabam se deparando com a violação aos seus direitos à privacidade. A análise do direito de privacidade em ambientes públicos, como praias e praças, com a prática atividades que contrariam a moral e os bons costumes, foram abordados. A captação da imagem compulsória, sob o interesse da justiça e do interesse coletivo da sociedade foram também abordados.

O palestrante citou situações recorrentes e atuais, como a exposição da imagem de pessoas em operações policiais, observando os limites do direito de imagem e os abusos também cometidos.

Por José Carlos Araújo

Resolvi postar o livre pensamento deste jurista que nos leva a fortalecer cada vez mais nossa classe, para que ao mesmo tempo estejamos preparados a enfrentar tais desajustes ideológicos em benefício próprio, e mais, para o bem comum das sujeiras políticas dos estados e do estado - que estamos acostumados a ver e muitas vezes sem poder notíciar.

Claro que o povo padece, e, mesmo assim, suas decisões nem sempre vêm de encontro a aquilo que pretendemos e esperamos.

Ser improvável e insano muitas vezes é possível, pois foi assim que pensaram em “limitar ou sensurar” de vez as coisas que a imprensa sempre produziu seus atos em prol da população num regime mais democrático possível e evidente.

Esse inconformismo nos leva a dizer não as desordenados políticas e sujas promovida pela classe política perante a tantas imperfeições nos seus negócios extremamente capitalista!

Foto intenet

Por José Carlos Araújo
Faltou em empenho ou algo bem melhor para que Dilma Rousseff (PT), pudesse vencer Serra (PSDB) em Mato Grosso. Crédito dos tucanos ou desastre do governo que mesmo tendo a seu favor aproximadamente 80 prefeituras, não fez lá essas coisas e não conseguiu fazer com que a petista vencesse por aqui.

A preocupação agora é que Dilma seja vingativa e não cumpra metade do que prometeu aos matogrossenses. Mas, quem sabe um milagre.

Ficou assim, após 100% das urnas apuradas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), o tucano contabilizou 51,11% dos votos válidos enquanto a adversária Dilma contou com 48,89%.

No primeiro turno, Serra foi o mais votado com 678,6 mil votos (44,16%) e a petista recebeu 659,7 mil votos (42,94%).

Depois veio uma série de explicações do coordenador de Dilma, Luiz Antônio Pagot, atual chefe do DNIT, que disse “quem perde tem que avaliar os motivos”. Pois bem caro Pagot, a quem dúvide que principalmente o PMDB esta com seus dias contados, ou melhor, se mandato. E que explicação caro Pagot!

Por José Carlos Araújo

Enquanto Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) candidatos a presidente no segundo turno no Brasil travam uma verdadeira guerra idelógica e ao mesmo mais religiosa quanto ao aborto, autoridades nacionais ligados a política também se preocupam com outro problema sério e inesgotável para nós brasileiros,  a educação!

No Irã desde que existe discussão religiosa milhões de pessoas pagaram com suas próprias vidas. Há, mais isso por aqui não tem tanta importância ou tem?

No centro das atenções e tema principal esta a vitória do Tiririca com mais de 1 300 milhão de votos, e a questão é “ser ou  não ser analfabeto!”.

O Ministério Público de São Paulo disse na semana passada que para provar que ele não é mesmo analfabeto, e isso não importa muito no Brasil, terá que reproduzir novamente a carta de pedido de candidatura que ele diz ter escrito com o próprio punho antes das eleições.

A colunista Mônica Bergamo, do Jornal A Folha, juntou essa semana todos os revoltosos com a situação e produziu um artigo contando a indignação de vários políticos, que afirmam, se ele ganhou, ganhou! Qual o problema se alguém quer votar num palhaço ou analfabeto?

Bom, esse último assunto, do palhaço vitorioso Tiririca e fenômeno de votos no Brasil, sobrepôs o assunto “segundo turno” sem sombra de dúvidas. E, o pior é que poucos se preocupam com essa distorção de tema de grande relevância nacional. Se esquecem de tal maneira de alguns conceitos que o assunto aborto, por exemplo, pode ficar pra uma próxima tomada de debates!

Por José Carlos Araújo

Depois de dizer que precisa cortar gastos no Mato Grosso em torno de R$ 140 milhões, Silval (PMDB) garantiu a Dilma que quem esta com ele a apoiará no segundo turno. O mesmo aconteceu com Mauro Mendes (PSB), que deu todas as garantias para a transformista petista e Bairo (PR), ex-governador eleito Senador com mais de 1 milhões de votos.

Por enquanto ainda não conseguiram confudir a cabeça do também eleito Senador Pedro Taques (PDT), que foi curto e grosso ao ser questionado sobre quem ele apoiaria no segundo turno. “Ela, Dilma, nem sabe da minha existência. Depois que me conhecer vou saber o que fazer”.

Pronto! Pra um bom entendedor “Pedro” não tem essa de trair ninguém e se mostra definido quanto em quem deve confiar.

Pelo que parece todos querem “colar” na mulher que sobre as mãos de Lula, se transformou em bela, humilde e mulher de garra. Enfim, como nesse país tem muita gente que vive na aba dos outros e puxando saco sem saber de quem, o Brasil novamente revela as caras dos tradicionais brasílis insignificantes - democraticamente falando.

Mas estamos no país dos Pedros não é verdade? Como aquele primeiro traidor e a Cristo se negou três vezes. D. Pedro I que foi obrigado a soltar o grito de “Independência ou morte!” para nos livrar economicamente, politicamente e socialmente  das próprias ideologias portuguesas.

Pera ai! Parece-me que o que ocorreu em 1822 se passa atualmente em plena “guerra tecnológica”?

Agradeço a Deus!

Por José Carlos Araújo

O nome Dele esta na maioria das entrevistas de algum candidato desagarrado que conseguiu a façanha de vencer estas eleições pelos seus respectivos estados.

É sempre assim, “agradeço a Deus pelo meus votos”. Como se Ele (Deus), fosse o responsável por tanta “ladainha”, e lógico, as inúmeras insignificantes ideologias aplicadas pela maioria do candidatos na população.

Isso é sem sombra de dúvidas a pior de todas as frases mensionadas durante as eleições desse ano. Imagina, Deus, não se subimeteria de maneira alguma naquilo que futuramente poderá terminar em CPI, ou subimeteria?

Foto internet

Dilma do (PT), foi um desses políticos que ao se ver sufocada pela popularidade, serenidade e seriedade de Marina (PV), encheu o diafragma de picuínhas e sem mais delongas, as liberou. Sem critérios e respeito ao Criador deve estar imaginando asneras de Marina e dizendo quem sabe, “porque você apareceu logo agora”.

Por José Carlos Araújo

O que muitos não esperavam, e grande parte do eleitores brasileiros pedia aconteceu. Serra (PSDB) leva eleição para o 2º turno.

Agora vence que foi realmente o melhor. Lógico que os dois lados esperam uma decisão importante nesse momento crucial das eleições no país que vem a ser a importante tomada de rumo de Marina (PV), que surpreendeu há muitos com seus mais de 20 milhões de votos o que significa mais de 19% dos votos válidos.

Assim será daqui pra frrente como uma jogada no escuro e quem sabe, a tacada mais esperada por tucanos e petistas. Serra com seus 32,62% no geral e Dilma (PT), mesmo com queda e seus 46,90% travarão aquilo que chamamos de o duelo político mais esperado dessas eleições.

Eles terão agora o mesmo tempo na TV e no Rádio, ou melhor, não tem descupa nem pra A nem pra B, vencerá quem melhor colocar suas idéis mais principalmente quem souber perfeitamente distribuí-las.

Os grandes especialista disseram nos principais jornais nesta segunda-feira (4), que a grende vitória foi de Lula, que pegou no anonimato alguém sem nada de influência e trejeteitos e fez vencer nas urnas alguém com tamanha esperiência e jeitinho político.

Tudo misturado!

Por José Carlos Araújo

Nunca ví uma eleição tão misturada como essa!

Gente com dúvida de todos os lados, digo, em todos os estados.

Dilma venceria até há alguns dias no primeiro turno. Agora, nem o IBOPE sabe responder.

Silval (PMDB) candidato a governador venceria no primeiro turno em Mato Grosso há alguns dias, agora ninguém pode afirmar. Isso é que é eleição de tamanha relevância quando o papo é saber em quem votar. Ou melhor, quando o papo é saber em quem confiar!

Vote com certeza de que amanhã não será apenas mais um desiludido!

Imagem ilustrativa

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.